Mesmo com a pandemia, Puma cresce consideravelmente no primeiro trimestre

A Pum anuncia na  ultimo dia  (28) que registrou um crescimento de 26% nas  vendas no primeiro trimestre, apesar de um contexto desfavorável marcado pela continuação dos confinamentos, por problemas de abastecimento e por apelos ao boicote na China relacionados com a situação da minoria uigur em Xinjiang.

As vendas da Puma no referido trimestre foram de 1,549 bilhão de euros. Um aumento significativo mesmo em comparação com o primeiro trimestre de 2019. O seu lucro operacional mais do que duplicou para 154 milhões de euros e o lucro líquido quase triplicou para 109 milhões de euros. Números que ultrapassam as estimativas dos analistas.

No primeiro trimestre, as vendas da Puma na região da Ásia/Pacífico aumentaram 29%, lideradas pela Grande China. A marca destacou, no entanto, que “as recentes tensões políticas em mercados-chave” conduziram a uma incerteza acrescida no setor.

O grupo ainda enfrenta as consequências da pandemia de coronavírus. Na Europa e na América Latina, cerca de 30% das lojas que vendem os produtos da marca ainda estão fechadas, enquanto novas restrições entraram recentemente em vigor noutras regiões, como a Índia ou o Canadá.

No primeiro trimestre, a marca viu suas vendas registarem aumentos de dois dígitos em todas as suas principais áreas geográficas. A região das Américas, que se beneficiou do aumento da atividade na América do Norte, registrou um aumento de vendas de 38,5% e, na Europa, apesar do fechamento das lojas, principalmente na França e na Alemanha, as vendas aumentaram 14%. O grupo ressaltou a dinâmica do running e da categoria Training, que impulsionaram as vendas de calçado e vestuário (+27%). Os acessórios ficaram limitados ao aumento de 19,4%. De acordo com o grupo, a pandemia continuará travando a sua atividade ao longo de 2021. A crise de saúde conduziu também à uma desaceleração considerável no tráfego marítimo e o bloqueio de uma semana de um transportador de carga no Canal do Suez contribuiu para as contínuas interrupções no comércio mundial.

Björn Gulden, diretor-geral da Puma, explicou através de um comunicado: “Apesar da incerteza quanto à longevidade e ao impacto da pandemia de Covid-19, à persistência de problemas de capacidade e aumentos de custos no transporte mundial e a uma situação política tensa entre regiões importantes que poderão ter um impacto negativo sobre a nossa indústria, estamos confiantes de que 2021 será um ano melhor do que 2020. Infelizmente, 2021 será novamente um ano repleto de incertezas que dificultarão operações eficazes e um planejamento preciso. Continuaremos a investir no produto e no marketing, a reforçar a nossa relação com os nossos parceiros varejistas e a fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para satisfazer os nossos consumidores”.

Para 2021, a Puma prevê um crescimento das vendas em torno de 15% e uma rentabilidade significativamente superior à registrada no ano passado.

Mesmo com a pandemia, Puma cresce consideravelmente no primeiro trimestre



VEJA MAIS SOBRE Economia


Conheça o brasileiro mais rico do mundo

brasileiro Eduardo Saverin, cofundador do Facebook, ultrapassou o empresário Jorge Paulo Lemann, sócio da AB Inbev e da 3G Capital, no ranking de bilionários da revista Forbes, se tornando o brasileiro mais rico do mundo. Saverin tem uma fortuna estimada em US$ 19,4 bilhões e está listado na 95ª posição no ranking. O patrimônio de […]

Leia mais

Grupo Gera alcança marca de R$ 30 milhões de economia com energia renovável para empresas brasileiras

O Grupo Gera, empresa nacional que atua com geração de energia renovável e eficiência energética para grandes consumidores, acaba de registrar a marca de R$ 30 milhões de economia nas despesas com eletricidade das empresas que contratam de forma privada o fornecimento elétrico a partir de fontes limpas e soluções de eficiência energética. A companhia […]

Leia mais

Conheça os 10 bilionários mais jovens do mundo Em 2021

Os 10 bilionários mais jovens do ranking da revista americana Forbes têm entre 18 e 29 anos e vêm especialmente de três países: China, Estados Unidos e Noruega. O mais novo da lista toda, Kevin David Lehmann, tem 18 anos e é dono de 50% da rede de farmácias alemã dm. Sua fortuna é estimada em […]

Leia mais

Com foco em investimentos, XP lança cartão de crédito

A XP lança o cartão de crédito XP Visa Infinite, após fase de testes com uma base de funcionários, clientes e agentes autônomos. A entrada da XP Investimentos no mercado de cartões tem como objetivo estratégico atender cada vez mais todo o ecossistema financeiro dos clientes, incluindo pagamentos, compras e investimentos. Ainda em 2021, estão […]

Leia mais

Recuperação econômica em 2021 depende de atuação do governo no enfrentamento à pandemia, prevê economista

Os efeitos da pandemia da covid-19 no cenário econômico desestabilizou diversos setores em escala global, antecipando com intensidade a crise anunciada em 2019 e, consequentemente, promoveu uma retração econômica de grandes proporções. Para 2021, as previsões do mercado se mostram aparentemente equilibradas. O Boletim Focus, divulgado neste mês pelo Banco Central (BC), projeta 3,4% de […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *