Hanseníase: Saiba como identificar e tratar a doença

Considerada uma das doenças mais antigas do mundo, a Hanseníase foi registrada pela primeira vez no século 6 a.c, sendo conhecida naquela época como lepra. Mesmo com o passar dos anos, ela ainda se faz presente na sociedade e possui grandes números de incidência. Com 13% dos casos registrados no mundo, o Brasil é o segundo país com o maior número de incidência da doença, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) no ano de 2015. Nosso país fica atrás somente da Índia com 60% da parcela dos casos mundiais.

A Hanseníase é uma doença infecciosa, crônica e transmissível que é causada pela Mycobacterium leprae, um bacilo ou bactéria que consegue infectar um grande número de pessoas e, normalmente, acomete a pele e os nervos periféricos. Por ocasionar lesões neurais e ter um alto poder incapacitante, a doença é bastante temida pela população, o que leva muitos pacientes hansenianos a sofrerem o com preconceito e estigma social.

De acordo com a dermatologista da Clínica Penchel, Lívia Botti, o contágio da doença se dá por meio da inalação de secreções nasais ou gotículas salivares, assim como pelo contato direto com feridas ulceradas de pacientes não tratados. “O que acontece é que estas pessoas podem disseminar o bacilo através do líquido presente nas lesões, e também expeli-lo quando elas falam, tossem ou espirram. No entanto, é necessário que isso ocorra a vários anos para que a infecção se instale. É preciso deixar claro que pessoas com uma boa imunidade, podem não desenvolver a doença, mesmo se entrarem em contato com a bactéria”, ressalta.

A doença pode se manifestar por meio do surgimento de manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas que se elevam e ganham um aspecto de placas. “Nos locais destas lesões há a diminuição ou perda da sensibilidade ao calor, frio e ao tato. Isso acontece porque os nervos periféricos são afetados pela doença. Assim que as extremidades dos nervos da pele são comprometidas, podem surgir as sensações de dormência e formigamento nas áreas em que se localizam as manchas. Se por fim, todo o nervo estiver danificado, pode ocorrer a perda de força e paralisia nas mãos e pés. Dentre outros sintomas da doença estão o aparecimento de nódulos e caroços no corpo, perda de pelos, alteração das secreções de suor, diminuição da força muscular, desenvolvimento de feridas crônicas nas solas dos pés, cegueira e o inchaço do nariz e orelhas”, explica.

A incubação da bactéria é lenta e pode levar anos entre o período de contaminação e o surgimento dos sintomas, mas é uma doença que possui cura. “O tratamento é ambulatorial, não necessitando de internação, e pode levar cerca de seis meses em casos amenos, e até um ano para pessoas que apresentam quadros mais graves. Ainda no início do tratamento, a hanseníase deixa de ser transmitida”, conclui.

Conscientização sobre a Hanseníase

É importante ressaltar que neste mês é celebrado o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase (Janeiro Roxo). A data é comemorada sempre no último domingo de janeiro, e visa fortalecer o compromisso em controlar a doença, divulgar informações sobre os seus sintomas e tratamento, e sobretudo enfraquecer e acabar com o preconceito que ronda as pessoas portadoras da hanseníase.

Hanseníase: Saiba como identificar e tratar a doença



VEJA MAIS SOBRE Notícias


Os signos mais ciumentos do zodíaco

1° Touro O signo mais ciumento do Zodíaco é nada mais, nada mesmo que Touro: o ciúme em pessoa. Mesmo que às vezes tenha uma personalidade calma, esse signo tende a querer controlar as situações e, principalmente, as pessoas. Assim, vai querer saber onde o par está e com quem está saindo. 2° Escorpião Se a desconfiança surge, […]

Leia mais

Marca lança botox capilar em sachê para alisar o cabelo em casa

A Nazca Cosméticos sabe o quanto as mulheres gostam de cabelos lisos, bem alinhados e com pouco volume. Para conseguir esse efeito desejável em casa, é importante que o tratamento ofereça além de um bom resultado, facilidade na aplicação. O botox capilar é um tratamento intensivo capaz de melhorar a saúde e o aspecto dos […]

Leia mais

A rota do futuro sustentável no Brasil por José Manoel Ferreira Gonçalves

Falamos em recente artigo sobre a necessidade de o Brasil superar a inércia do atual governo e assumir um papel de destaque nas discussões sobre sustentabilidade, entendendo que essa se encontra não apenas na raiz da preservação do planeta, mas também na luta pela redução da desigualdade. Agora, vamos tratar das alternativas que se apresentam […]

Leia mais

Como fazer uma Start Up bem sucedida por Vitor Mendonça Prado

– É uma empresa? De pequeno porte?  Tem que ser inovadora? Tem que estar dentro da internet? Ter modelo de negócios? É um projeto? É um site? É um blog? São perguntas sempre presentes quando se tenta definir o que é uma startup? De acordo com o SEBRAE, muitas pessoas dizem que qualquer pequena empresa […]

Leia mais

Tirinhas do Snoopy foi uma das primeiras a ter representação racial

Um convite a todas as gerações fãs do humor inteligente, irônico e fantástico para eternizarem o beagle mais famoso do mundo. Este é o chamado da Editora Planeta DeAgostini para que os leitores se permitam viajar nesse universo, por meio das tirinhas dominicais criadas por Charles M. Schulz:Snoopy, Charlie Brown & Friends, A Peanuts Collection. As edições especiais de […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *